Humanização em Clínicas e HospitaisHá alguns anos, o conceito de Humanização ganhou força no Brasil, principalmente com a busca de certificações, por parte das instituições de Saúde, que lhes garantissem excelência em seus serviços, destacando-os  perante outras instituições e como consequência, também frente à sociedade.

Hoje muitas instituições particulares e algumas públicas detém certificados de qualidade, pois os mesmos hoje são praticamente obrigatórios para organizações da área da saúde que desejam ser competitivos, tanto para atrair um corpo clínico renomado, quanto para chamar a atenção de clientes-pacientes.

Comunicação e Humanização são duas coisas inseparáveis, pois não há como humanizar sem comunicar-se e obviamente isto inclui a comunicação não verbal, e uma corporação de Saúde também deve colocar seu departamento de marketing à serviço da humanização.

Veremos a seguir como o Marketing em Saúde pode engrandecer ainda mais o fator HUMANIZAR.

Quando a humanização se torna uma das grandes bandeiras de uma instituição de Saúde, seja ela hospitalar, medicina diagnóstica, clínicas ou consultórios médicos e odontológicos, a direção de tais locais deve buscar soluções criativas que cativem não só seus pacientes, mas também seus acompanhantes, familiares e amigos, é aí que o departamento de marketing deve entrar em ação, buscando soluções criativas que tenham como foco a melhora da auto estima dos pacientes.

Maneiras para se conseguir este nobre objetivo não faltam, a criatividade é uma das grandes ferramentas que fez a humanidade evoluir.

Vamos a alguns exemplos que o departamento de marketing pode trazer para sua instituição:

  • Levar músicos para tocarem em dias e horários pré-estabelecidos nos saguões;
  • Trazer artesãos para oficinas de artesanatos;
  • Buscar grupos de teatros para apresentação de peças que exprimam histórias de esperanças e conquistas;
  • Abrir dentro da instituição um programa de voluntariado, buscando em seus colaboradores talentos que os mesmos possuam e queiram passar para os pacientes, pois colaborador que é humanizado por sua instituição, humaniza melhor seus pacientes;
  • Verificar a possibilidade de trazer pets para visita aos pacientes, sobretudo idosos e crianças, melhor ainda se estes pets pertencerem aos próprios internados, pois isto já é feito em alguns hospitais dos EUA e verificou-se que tal ação foi muito benéfica, contribuindo para uma evolução positiva no quadro de pacientes, principalmente em termos psicológicos;
  • Organizar um espaço com o objetivo de atrair a população que vive ao entorno da instituição para que a mesma conheça a rotina da equipe multiprofissional, através de depoimentos destes profissionais, além de tudo, é uma ótima forma de desmistificar o medo que muitos ainda afirmam de entrarem em hospitais e laboratórios. Promover o dia da alimentação saudável, do exercício, do idoso, da medicina preventiva, etc;
  • Colocar tendas em locais de grande movimento com o intuito de promover a Saúde através de palestras com médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, psicólogos, farmacêuticos, assim como exames básicos (glicemia, hipertensão, além da detecção de patologias como HIV, Hepatites).

Estes são apenas alguns exemplos de como o departamento de marketing de uma organização de saúde pode humanizar não só seus pacientes, mas também a sociedade através da conscientização.

Para consultórios e clínicas que não possuem departamento de marketing, procurem assessoria especializada em comunicação e marketing em Saúde, pois saberão como implantar um programa ou ações que farão muito bem a “Saúde” de seu consultório ou clínica, cativando muito pacientes e acompanhantes.

Atender, Entender e Acolher. Este é o princípio básico da humanização que toda instituição deve ter em seu coração. E todos nós como colaboradores também devemos levar tais princípios para o seio de nossos familiares e amigos.

Compartilhe!Share on Facebook78Share on LinkedIn38Share on Google+0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *