Marketing em Redes Sociais para Clínicas

Já é de conhecimento de todos que as redes sociais voltadas à profissionais e instituições de Saúde são fundamentais no relacionamento com clientes-pacientes e também com seus familiares, propagando conteúdo com informações relevantes à sociedade.

Nesta nova revolução da comunicação social que presenciamos neste início do século XXI, um fator extremamente fundamental está sendo de certa forma desvalorizado, o calor humano.

Vamos listar exemplos de ações que podem ser aplicadas em clínicas, laboratórios e hospitais que agregam valores e humanização para as pessoas.

Em Clínicas Médicas e Odontológicas.

As recepcionistas hoje são muitos mais que “atendentes”, elas são primeiramente o cartão de visita para quem entra em uma clínica ou consultório, além de possuirem conhecimentos de atendimento humanizado, elas também são gestoras, agindo como braço direito do médico ou odontólogo.

Secretárias de clínicas devem estar prontas para atender a pedidos dos pacientes, como o porquê de uma eventual demora para ser chamado, evitando ao máximo a interrupção da consulta, ela deve explicar o motivo ou possíveis causas que podem estar atrasando o atendimento, sempre com cordialidade e olho no olho. Sorrir é recomendado sempre, com exceção de casos em que o paciente chega muito debilitado, ou sobre forte carga visível de stress, neste caso recomenda-se o bom senso, sem deixar a simpatia de lado.

O mesmo vale para os profissionais de medicina e odontologia. Fazer o paciente sentar em frente à mesa ou deitar-se na maca sem ao menos dizer-lhe bom dia, boa tarde, pode ser considerado uma desumanização do profissional e isto afeta diretamente o conceito que o cliente-paciente tenha sobre este profissional, de nada adianta vários diplomas na parede se o fator humanização não estiver incorporado no dia a dia do profissional.

Novamente o olho no olho, um aperto de mão caloroso e palavras como “vamos fazer o máximo para resolver seu problema”, passam ao cliente um sentimento de valorização e este por sua vez sente-se acolhido.

Para pacientes que frequentam há muito tempo a clínica ou consultório cabe ao profissional ir mais além com as palavras, perguntas sobre a família ou até mesmo sobre o animalzinho de estimação fazem com que os pacientes sintam-se ainda mais acolhidos, mas atenção, cuidado para não entrar em campos minados como política, religião ou futebol ao menos que o paciente puxe tais assuntos, ainda assim, o profissional dever ser cauteloso com suas respostas.

Uma ação que pode ser aplicada é a organização e criação de campanhas voltadas ao esclarecimento de determinadas patologias ligadas à especialidade de médicos e odontólogos, e isto ganha mais força quando é feita de forma presencial, ou seja, convidar através de e-mails ou utilizar as redes sociais para a divulgação do evento que pode ser na clínica, desde que haja espaço adequando, ou num ambiente neutro como uma sala fora da clínica ou auditório no caso de querer atingir um público maior.

Voltando à consulta, ao final se despeça de seu paciente com a mesma cordialidade que o recebeu, se ele sair com alguma dúvida que demande uma resposta mais complexa sobre algum exame ou cirurgia, peça para ele passar na recepção e fornecer para a secretária seu e-mail ou WhattsApp para que a dúvida seja posteriormente esclarecida.

Um detalhe importante: Crie um WhattsApp da clínica e procure não fornecer o seu particular, porque muitos pacientes podem entender que o fato de receberem informações diretamente do WhattsApp do profissional pode dar-lhe o direito de fazer “consultas à distância”, o que é extremamente proibido pelo CRM ou CRO, além de claro poder trazer inconveniências ao profissional que está em seu período de descanso.

Em Hospitais e Laboratórios de Medicina Diagnóstica.

Estes são lugares onde circulam muitas pessoas diariamente, além de pacientes, seus familiares e amigos, portanto o fator humanização precisa estar presente em todos os colaboradores que tem contato direto com os mesmos.

Mas vamos aqui tratar de como estas instituições podem acolher ainda mais à sociedade. Uma ótima maneira é promover ou patrocinar atividades físicas como caminhada, passeios ciclísticos, valorizando assim a pratica de uma vida mais saudável.

Ao final da caminhada ou passeio, todos os participantes podem receber um kit com dicas sobre medicina preventiva e porque não, medalhas! Uma forma de dizer que a pessoa que se dispôs a participar de tal evento e o concluiu até o final é uma vencedora.

Instituições hospitalares e laboratoriais devem “abraçar” também a comunidade onde estão inseridos, promovendo sempre que possível palestras mensais ou quinzenais em seus auditórios sobre os mais variados temas ligados à saúde.

Por fim mas não menos importante, é possível sim passar humanização pelas redes sociais, respondendo a dúvidas, sugestões e principalmente críticas, que devem ter especial atenção das instituições, pois nas redes sociais, centenas ou até milhares de pessoas podem ler a crítica de um paciente ou familiar, e quando a instituição responde de forma respeitosa e esclarece o ocorrido, as pessoas vão entender que a mesma deu a devida atenção ao comentário negativo, e agindo assim tais instituições também eliminam aquela dúvida que fica para quem lê um comentário negativo e não encontra resposta por parte da organização.

Portanto em tempos digitais, é cada vez mais fundamental resgatar o contato corpo a corpo, levando empatia, humanização e autoridade perante à sociedade.

Compartilhe!Share on Facebook27Share on LinkedIn65Share on Google+0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *